top of page
  • Foto do escritorCarolina Ligocki

3 Erros que você pode evitar na Educação Financeira dos filhos

Atualizado: 4 de jul. de 2023

Olá visitante,

Quem nunca desperdiçou dinheiro em compras por impulso, calculou mal as despesas e entrou no cheque especial, atrasou boletos, deixou de tirar férias, perdeu noites de sono enfrentando desafios financeiros?


O dinheiro está presente na alimentação, saúde, moradia, transporte, educação, estética, lazer… Dedicamos MUITO TEMPO para consegui-lo e POUCO TEMPO para aprender a usá-lo. O resultado está aí, alto índice de endividamento, stress, conflitos familiares, desafios para aposentadoria, pobreza…Que tal aprender, e melhor, evitar que os filhos passem por tantos desafios financeiros


Que tal aprender, e melhor, evitar que os filhos passem por tantos desafios financeiros?

Aqui vão 3 erros comuns e que podem ser evitados.


1 - Suprir todos os desejos rapidamente, isso pode atrapalhar a flexibilidade, resiliência, reduzir a capacidade de esperar e incentivar o consumismo. Praticar esperar, mesmo em pequenas práticas do dia a dia, como os momentos de alimentação em família, uso de eletrônicos, consumo de guloseimas, ajuda a desenvolver perspectiva de futuro, persistência e paciência. Essas habilidades são fundamentais em diversas áreas da vida!


2 - Dizer que dinheiro não dá em árvore, isso pode reduzir criatividade e limitar possibilidades de renda. Simbolicamente, o dinheiro pode ser fruto de investimentos e renda passiva, e seus filhos estão aprendendo nas aulas de educação financeira habilidades comportamentais para GANHAR dinheiro, além do dinheiro que aprenderão a GERAR com trabalho, dedicação de tempo e esforço diários.


3 - Dizer que algo é caro e por isso não deveria ser comprado, isso pode limitar a capacidade de sonhar e realizar. O melhor seria dizer algo como: que bom que você tem desejos! A quantidade de dinheiro para essa aquisição é bem alta, que tal anotar na sua lista de desejos? Vamos pensar juntos em formas de concretizá-lo no futuro. Em que áreas podemos economizar para redirecionar o dinheiro? Como podemos gerar dinheiro novo para a aquisição? Será que temos itens sem uso para vender? Do que vamos abrir mão para ter isso? Quando é o melhor momento para comprar?


Esperamos que essas ideias e reflexões contribuam com novos hábitos e melhorem o fluxo de dinheiro em sua família.


Carolina Ligocki

Fundadora da Oficina das Finanças, autora, investidora, empresária, palestrante e bióloga. Apaixonada por impactar positivamente a sociedade e o meio ambiente.

Comments


bottom of page